Dica de Leitura 17 – O Cavaleiro Preso na Armadura – Robert Fisher

Posted on by 0 comment image

Dica de Leitura 17 – O Cavaleiro Preso na Armadura –  Robert Fisher

ocavalheiropresonaarmadura_coachingmais50.com.brO Cavaleiro Preso na Armadura: Uma fábula para quem busca a Trilha da Verdade de Robert Fisher é um livro com poucas páginas mas realmente espetacular, onde de um jeito criativo e descontraído o autor nos ensina uma valiosa lição.

 O livro conta a história de um cavaleiro que tornou-se obstinado pelo trabalho de salvar donzelas indefesas de dragões malvados, para ele a única coisa que importava era o trabalho, como forma de manter o seu castelo e sua família sempre abastados. Sua esposa reclamava que ele era ausente em sua família e que o filho pequeno tem como única imagem do pai um retrato na parede. E o “encosta na parede”: ou tira de uma vez por todas a armadura ou perde sua família, pois ela partiria com o filho para a casa de parentes.

O cavaleiro obviamente escolhe a família, mas não consegue livrar-se da armadura. Recorre ao ferreiro do reino que nem depois de uma marretada em direção a amadura sequer a arranha. Desesperado, recorre à ajuda do mago Merlin, que diz  a ele que só há um meio para se livrar da armadura: percorrer a Trilha da Verdade, um caminho árduo e cheio de desafios pessoais.

Durante a trajetória, o cavaleiro tem de passar por três castelos: o do Silêncio, do Conhecimento e por fim o Castelo da Vontade e da Ousadia. Em cada um desses castelos ele vai refletindo cada vez mais sobre sua vida e permitindo que seus sentimentos fluam. Á medida que vai se autoconhecendo e tornando-se mais afetuoso, sua armadura vai se desmanchando. E entende que não se deve apegar a coisas superficiais, que o bem maior que ele poderia ter não são os bens materiais, mas sim sua família, seus amigos, e o amor próprio.

A conclusão é que o cavaleiro não era uma pessoa presa na armadura de aço lustroso, mas sim um sentimento: o amor, pois fica clara a dificuldade no estabelecimento de vinculo, revelando a estrutura interna do cavalheiro. Ao fugirmos da trilha da verdade e da justiça, procurando caminhos mais fáceis e agradáveis de percorrer, corremos o risco de cair em um abismo sem fundo, do qual raramente conseguimos fugir – o abismo da solidão. Enquanto que, o caminho da verdade e da justiça nos leva ao topo de uma montanha de felicidade, fé, amor e prosperidade verdadeira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.