Dica Cine Coaching 25 – O Discurso do Rei

Posted on by 0 comment image

Dica Cine Coaching 25 – O Discurso do Rei 

odiscursodorei_coachingmais50.com.brColin Firth está brilhante na interpretação do rei inglês que tem sérios problemas com a voz; quando ainda é um príncipe e seu pai o convoca para discursar diante da nação, Albert, então duque de York, intimamente conhecido como  Berty, não pode evitar que a gagueira interfira em sua fala. Gago desde os 4 anos de idade, ele não consegue se livrar dos terríveis constrangimentos que acompanham suas manifestações verbais públicas. Pressionado pelo pai e por membros da corte, ele procura insistentemente vários especialistas, mas todos os seus esforços são inúteis.

O discurso do Rei conta a história real do Rei George VI (Príncipe Albert), durante a 2ªGuerra mundial, que após a morte de seu pai e de seu irmão mais velho que assumira o trono como Rei Eduardo VIII, teve problemas com a aceitação de sua esposa Wallis, já divorciada duas vezes, que não poderia ser rainha, então ele abdicou do trono e o príncipe Albert não teve escolha senão continuar o reinado. O problema de Albert não era governar o país, ele com toda certeza tinha mais competência e responsabilidade que seu irmão. O governo inglês vive um momento difícil justamente em um dos períodos mais conturbados da história mundial, os dias que antecedem a Segunda Guerra Mundial; embora o primeiro-ministro não acredite, inicialmente, na iminência de um confronto bélico, Hitler avança cada vez mais e ameaça a Europa. É neste cenário tempestuoso que Albert se vê diante de um dilema fatal: como assumir a coroa, no lugar do irmão, e não ter condições de se dirigir a sua nação? De que forma, em um momento histórico tenso e aterrador, ele pode gaguejar diante do seu povo?

Sem escolha, ele é obrigado a revestir-se do poder monárquico sob a alcunha de George VI. Sua esposa (Helena Bonham Carter) o convence a tentar um novo tratamento com um fonoaudiólogo nada convencional, Lionel Logue (Geoffrey Rush) e no início  o príncipe resiste à terapia subversiva, mas aos poucos, quando sente os primeiros frutos desta terapêutica, vai cedendo e abrindo espaço para uma convivência mais íntima com Lionel, que como coach do rei gago, tem uma postura que não admite negociação: “My castle, my rules“. Quer dizer, é pegar ou largar, dito de um modo muito mais britânico e elegante.

E com exercícios e técnicas incomuns levam o rei a criar uma maior autoestima e uma segurança que nunca antes demonstrou. Os dois tornam-se amigos e o clímax desta relação ocorre no momento da coroação do novo soberano, quando a confiança estabelecida entre ambos é radicalmente posta à prova. A cena mais impactante do filme é o momento em que o rei deve realizar seu primeiro discurso e anuncia o estado de guerra com Alemanha, em 1939. Nos bastidores, Lionel Logue rege simultaneamente as palavras de George VI e os compassos da Sinfonia de Beethoven e como um bom coach que teve a coragem de ir fundo na sua missão, está lá, apoiando, promovendo, fazendo com que o coachee dê o seu melhor.

Melhores Frases: 1)“Bertie, não precisa mais ter medo das coisas que você temia quando tinha 5 anos.”, 2)”Uma frase pequena para o homem. Um discurso gigante para a humanidade”, 3) “É fácil quando se sabe como” e 4) “É preciso estarmos firmes e unidos, nestes tempos de provação. Só podemos fazer o certo, como vemos o certo, vamos encomendar nossa causa a Deus. Se mantermos a fé resoluta nisso, então, com a ajuda de Deus devemos prevalecer”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.