77% dos brasileiros com mais de 50 anos consideram a saúde a principal preocupação na vida

Posted on by 1 comment image

77% dos brasileiros com mais de 50 anos consideram a saúde a principal preocupação na vida

Apesar disso, 61% dos entrevistados consideram que sua alimentação é igual ou pior do que era antes e principal sintoma percebido é o cansaço

​2 em cada 3  pessoas entrevistadas não praticam atividade física regularmente, ou seja, pelo menos 30 minutos por dia , duas vezes por semana.

Pesquisa inédita no Brasil revela que a maior preocupação dos brasileiros que têm 50 anos ou mais é com a saúde, porém a adoção de uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos – essenciais para o envelhecimento saudável – ainda não é uma realidade para a maioria da população. A pesquisa Sinais da Nutrição depois dos 50, realizada pelo IBOPE Inteligência e desenvolvida pelo multivitamínico Centrum, mostrou que a saúde é a principal questão para 77% dos entrevistados, seguida por estabilidade financeira, que aflige a 11% desse público.

A expectativa da Organização Mundial da Saúde é de que, em 2020, o número de pessoas com 60 anos ou mais no mundo superará o de crianças com menos de cinco anos. O levantamento mostrou também que a preocupação com um envelhecimento saudável nem sempre se traduz em atitudes para alcançar a situação ideal. 61% dos entrevistados consideram que a sua alimentação hoje em dia é igual ou pior ao que era antes e 2 em cada 3 pessoas não consomem 6 porções de frutas e verduras por dia, principais alimentos fonte de vitaminas e minerais, essenciais para um bom funcionamento do organismo.

Apesar de ser um processo natural, o envelhecimento provoca no organismo uma série de alterações anatômicas, funcionais, bioquímicas e psicológicas, com consequências para a saúde e a nutrição das pessoas. O envelhecimento da população, dessa forma, passa a ser cada vez mais um desafio. “A pesquisa confirma que existe uma consciência sobre a importância de envelhecer com saúde, mas que as pessoas não praticam as atitudes necessárias para isso, como se alimentar bem e praticar atividade física”, afirma o especialista em nutrição, professor da Universidade de São Paulo e cirurgião do aparelho digestivo, Dan Waitzberg.

Outros estudos afirmam o mesmo dado encontrado na pesquisa realizada pelo multivitamínico Centrum. O Estudo Brazos, feito pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) em parceria com a Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, aponta que nos últimos 50 anos houve um decréscimo na ingestão de frutas, verduras e grãos. A Pesquisa Nacional de Saúde, divulgada pelo IBGE no final de 2014, mostra ainda que apenas 38,7% das pessoas de 40 a 59 anos consomem a quantidade recomendada pela Organização Mundial de Saúde de hortaliças e frutas, ou seja, 400 gramas. O percentual na faixa acima dos 60 anos é de 40,1%.

A prática de exercícios físicos é fundamental para a manutenção da saúde e um estilo de vida ativo ajuda na manutenção da capacidade funcional de homens e mulheres que já passaram dos 50 anos. Porém, 2 em cada 3  pessoas entrevistadas pelo IBOPE Inteligência não praticam atividade física regularmente, ou seja, pelo menos 30 minutos por dia e dois dias por semana.
 

De acordo com a pesquisa, cansaço, dificuldade de enxergar à noite, falta de energia e indisposição para as atividades do dia a dia são os problemas mais vivenciados pelos entrevistados após terem completado 50 anos. Ao analisar as informações por gênero, verifica-se que as mulheres percebem mais os sintomas relacionados à falta de micronutrientes: 57% delas, contra 49% deles, por exemplo, relatam sentir mais cansaço após os 50 anos. A maior diferença entre homens e mulheres se dá em “pele, unha, cabelos quebradiços/sem brilho” – 19% contra 41%, respectivamente. O único sinal sentido mais pelos homens do que pelas mulheres foi quanto a ter resfriados com frequência.

Relato dos sinais do corpo após completar 50 anos

  TOTAL MULHER HOMEM
Cansaço 54% 57% 49%
Dificuldade de enxergar à noite 44% 47% 40%
Falta de energia 42% 46% 38%
Indisposição para as atividades do dia a dia 41% 44% 37%
Fraqueza muscular 35% 37% 33%
Problemas com os ossos 32% 38% 26%
Pele, unha e cabelo quebradiço/sem brilho 31% 41% 19%
Apetite irregular 25% 29% 21%
Tem resfriados com frequência 17% 14% 19%

Sobre a pesquisa
Foram realizadas 613 entrevistas com homens e mulheres com mais de 50 anos, das classes ABCDE, em todo país, com amostra proporcional à população brasileira, por região demográfica. A margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

FONTE:http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/Paginas/Pesquisa-inedita-revela-que-77-dos-brasileiros-com-mais-de-50-anos-consideram-a-saude-a-principal-preocupacao-na-vida-.aspx

Category: Saúde+50

One comment on “77% dos brasileiros com mais de 50 anos consideram a saúde a principal preocupação na vida

  1. Boa matéria,Bette. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.