Monthly Archives: agosto 2015

Transforme sua Comunicação!

Posted on by 0 comment video

Transforme sua Comunicação

comunicação_coachigmais50.com.br

Como já explicado nas postagens anteriores, nossas Crenças são como programas mentais autorrealizáveis, nenhuma mudança duradoura e/ou profunda acontecerá sem que as Crenças relacionadas sejam mudadas. É necessário que a pessoa então identifique suas Crenças limitantes e proceda uma reprogramação mental eliminando-as e substituindo-as por novas Crenças fortalecedoras.

A FEBRACIS® desenvolveu a Matriz Ativa de Formação de Crenças, onde uma COMUNICAÇÃO vitoriosa e vencedora, produz imediata e automaticamente um estado interno que gera PENSAMENTOS também vitoriosos, que sua vez, dão sequência ao ciclo neurofisiológico, produzindo SENTIMENTOS de vitória. Acompanhando a matriz percebemos que todo sentimento de vitória perpetuado produz CRENÇAS de vitória e realização. E toda Crença é AUTOREALIZÁVEL. Sendo toda Crença autorrealizável, resultados e circunstâncias, muitas vezes, inexplicáveis, acontecerão para confirmar e evidenciar a Crença que acabou de ser inculcada.

Matriz Formação de Crenças

 COMUNICAÇÃO = LINGUAGEM + FISIOLOGIA

A linguagem externa é composta por postura, gestos, voz, palavras, expressões faciais, e tudo o mais que outra pessoa pode ver, ouvir e sentir (sensação). E levando em conta o pressuposto que diz que mente e corpo fazem parte do mesmo sistema cibernético, quando alteramos a comunicação do corpo, alteramos também a mente e vice-versa (assista o vídeo disponibilizado da Amy Cuddy sobre a linguagem corporal).

Quando você for capaz de controlar sua fisiologia (comunicação externa), será capaz de modificar seus pensamentos e sentimentos. E quem controla pensamentos e sentimentos, controla a própria vida.

linguagem interna_coachingmais50.com.brA linguagem Interna é composta pelos pensamentos, diálogos internos, imaginação, que por sua vez determinam nossos sentimentos e resultados. A base de nossas Crenças é a nossa própria identidade, que precisa ser desbloqueada com mudanças na nossa comunicação (linguagem interna e externa). Com a aplicação intensa da nova comunicação, surgirão novos hábitos e assim, parte integrante da pessoa. Tais hábitos produzirão melhores recursos, pois impactarão em melhores pensamentos e estes em melhores sentimentos e novas Crenças positivas tornando os relacionamentos e a vida da pessoa, como um todo, bem melhor.  

A maioria de nós desconhece o poder da fala. A palavra pode levantar ou derrubar, agradar ou desagradar, emocionar ou irritar, trazer para perto ou afastar. Pode ser mel ou fel, tanto para quem ouve como para quem fala. Num momento ela exprime toda uma paixão, todo um amor, ternura, admiração, respeito, e num outro toda a raiva, rancor, ressentimento, inveja. 

A palavra não é independente. Ela está sempre atrelada ao tom da voz, a emoção colocada, a respiração, ao ritmo em que é dita, ao olhar, aos gestos. E quando ela é falada em sintonia com tudo isso, vem carregada de um poder muito grande, tanto para o bem quanto para o mal.É uma forma de energia fortíssima!*

E por que se faz tanto uso da palavra para apontar as falhas e tão pouco para enaltecer as qualidades? Por que não usá-la a nosso favor?

Transforme  sua comunicação, cuide daquilo que fala, use a palavra da melhor forma possível para fazer a sua vida e a de quem passa pelo seu caminho, mais alegre, divertida e feliz.

 Dica de Livros:  1) Eu e minha boca grande – Joyce Meyer   e  2) O Poder da Língua

3 Exercícios Fantásticos para transformar sua Comunicação:

 1) Profetize coisas boas para a própria vida em todos os Pilares:  tanto mentalmente, escrevendo ou verbalizando afirmações positivas.  Esse exercício melhora a autoestima e autoconfiança e lhe motiva a ir em frente ultrapassando todos os obstáculos, pois terá também alterado seus pensamentos, sentimentos e o principal: fortalecido novas sinapses neurais e criado novas Crenças Fortalecedoras.

2)  Profetizar na Vida dos Próximos –  Este é um exercício maravilhoso para chamar o bem para a vida das pessoas que amamos, isso não tem preço. As palavras são sementes que caindo em solo propício, e achando condições favoráveis, germinam, crescem e fortificam.  Por isso profetizar palavras de benção na vida dos próximos, profetizar muita saúde, paz, realizações, sucesso profissional, etc só atrairá boas energias para si e para os outros.

3) Validação – faça elogios sinceros para as pessoas do seu convívio – sobre sua aparência, seu desempenho profissional, algo que a pessoa faz bem feito, enfim foque nas características positivas dos outros e não nos defeitos e reconheça e elogie pois um simples gesto seu como um sorriso pode fazer toda a diferença para o dia e até mesmo a vida da pessoa que se sentirá validada.

Dica: assista no nosso Canal do You Tube o vídeo O Poder da Validação: 

Category: Minuto Coaching+50

Os 10 Arrependimentos de Quem está no Leito de Morte!

Posted on by 1 comment image

Os 10 Arrependimentos de Quem está no Leito de Morte!

Nós todos temos arrependimentos na vida. Mas pelo que tenho visto, muitos dos pesares que temos ao viver (carreira, dinheiro, decisões sobre onde viver) não são os mesmos que temos quando estamos no fim da estrada. Ninguém deseja ter passado mais tempo trabalhando ou menos tempo longe da família. Não, mesmo a pessoa mais bem sucedida raramente vai dizer qualquer coisa assim. Em vez disso, aqui estão os 10 arrependimentos mais comuns relatados por pessoas que estão enfrentando o fim de suas vidas.
Há muito a se aprender com os seus arrependimentos, especialmente para nós, que ainda estamos vivos e temos tempo de mudar nosso caminho. Leia estas palavras com carinho e lembre de não levar esses arrependimentos ao final; lide com eles hoje, porque a vida é curta.

arrependimentos

FONTE:http://www.tudoporemail.com.br/content_3928/Os_Maiores_Arrependimentos_No_Leito_de_Morte.aspx

 

Cure Seus Vícios Emocionais!

Posted on by 0 comment video

Cure Seus Vícios Emocionais!

quimicacerebral_coachingmais50.com.br

Para compreendermos, pelo menos um pouco, como a mente funciona e os vícios emocionais (“química cerebral”) que são gerenciados por ela, é preciso citarmos o  Sistema Límbico, que é o responsável pelas nossas emoções e sentimentos.  E sem o bom funcionamento dele, não há inteligência emocional e muito menos uma vida equilibrada e de realizações.

O fato de total importância é que a Neurociência descobriu que podemos interferir na secreção hormonal e neuro-hormonal usando apenas a nossa comunicação e assim alterar nossas emoções e sentimentos e consequentemente alterar completamente a nossa matriz de formação de crenças e os resultados por ela produzidos.

Para cada emoção existe uma combinação de neuropeptídios e hormônios específica. Quando estamos com raiva e prontos para brigar, as suprarrenais produzem a adrenalina, um hormônio que nos deixa preparados para a luta com contração e explosão muscular aumentadas, ausência de dores no momento da descarga hormonal, aumento dos batimentos cardíacos e do nível de açúcar no sangue, sentidos aguçados e reflexo redobrado. E tudo isso porque o corpo comunicou uma fisiologia de enfrentamento ou medo. Assim, em frações de segundos o corpo é inundado por uma química emocional que deixa todas as células do corpo prontas para o conflito.

Assim, para cada comunicação e pensamento humano existe um correspondente químico. Se você faz cara de tensão, franzindo a testa, contraindo a musculatura, respirando de forma rápida e curta; mesmo que nada disso esteja acontecendo de fato, o corpo começará a produzir uma nova química. Da mesma maneira, se em sua mente começam a trafegar imagens de ameaça, medo e angústia, mesmo que elas não estejam de fato acontecendo no mundo real, toda a sua química corporal será alterada preparando o indivíduo para esta pseudorrealidade.

Provavelmente nos dois exemplos citados acima, o organismo produzirá o hormônio adrenalina e o neurotransmissor cortisol. Entre outros, cortisol e adrenalina são produzidos em situações de tensão e estresse, deixando o indivíduo pronto para enfrentar ou fugir. O problema acontece quando substâncias como estas, que em quantidade normal fazem bem e são indispensáveis ao funcionamento do corpo, passam a ser produzidas por muito tempo e em quantidades muito acima do necessário passam a intoxicar nosso corpo e começam a causar primeiramente problemas emocionais/comportamentais e depois problemas físicos.

Quando vemos animais (inclusive o homem) espreguiçando, fato que ocorre principalmente pela manhã, entendemos que ele está colocando instintivamente na corrente sanguínea a química hormonal necessária para iniciar o dia. O ato de espreguiçar e contrair a musculatura coloca essas substâncias sobre pressão na corrente sanguínea amplificando e acelerando os resultados.

E partindo desse processo, vem a solução para vícios e repetições de padrões do passado: inundar sistematicamente o organismo com outro tipo de química hormonal, levando o corpo à abstinência dos vícios químicos do passado pela introdução consciente e profunda de uma nova química, baseada no coquetel da vitória: endorfina, dopamina, serotonina, e suas variantes.

A ótima notícia é que Nós não estamos condenados a viver eternamente com crenças ruins, podemos mudar através da matriz de crenças = Comunicação —–> Pensamento —–> Sentimento —–>  Nova Crença, mas é essencial que eliminemos  a química cerebral contaminada por estes nossos sentimentos tóxicos, como a Raiva, a Inveja e a Ingratidão. (falaremos mais sobre isso na próximas Dicas).

Vários estudos deixam em evidência esta constatação: “nossa linguagem corporal afeta nossa mente e quem somos”

A psicóloga Amy Cuddy, que ensina liderança e negociação na Harvard Business School (EUA),  estuda o aspecto menos óbvio das relações profissionais: a comunicação não verbal. Ela pesquisa como a linguagem corporal afeta a carreira e investiga de que forma as posturas podem causar mudanças comportamentais e fisiológicas profundas, como por exemplo que quem assume a liderança de um grupo muda seu perfil hormonal: produz mais testosterona e menos cortisol.

Assista o interessantíssimo vídeo da Dra. Amy Cudy no nosso canal do You Tube – Coaching+50:https://www.youtube.com/watch?v=3WJ58okXOto

 

Category: Minuto Coaching+50

Cultive Bons Hábitos!

Posted on by 0 comment image

 Cultive Bons Hábitos!

 bonshábitos_coachingmais50.com.br

Bons Hábitos são a chave da Longevidade com Qualidade de Vida e, como já dissemos ontem, a  solução para nos curarmos dos vícios emocionais e repetições de padrões do passado é alterando nossa química cerebral com um coquetel vitorioso composto de endorfina, dopamina, serotonina e suas variantes; isso é possível se cultivarmos bons hábitos e o cérebro fará o resto.

Evidente que os hábitos modelam nossa vida e, praticamente, tudo o que fazemos pode ser associado a rotinas que foram estabelecidas aos poucos sem percebermos, para isso, é necessário entender como as rotinas automatizadas funcionam no nosso cérebro e, então, abandonar hábitos ruins que podem abrir oportunidades para transformações que podem significar a diferença entre fracasso e sucesso,  saúde e doença e vida e morte.

Charles Duhigg, em seu livro O Poder do Hábito, nos explica de uma maneira bem didática porque fazemos o que fazemos todos os dias: Hoje você acordou e fez o quê? Escovou os dentes? Ou tomou café primeiro? Por que você segue essa ordem? Essas pequenas decisões que tomamos, no dia a dia, e que nem nos damos conta, são os hábitos, que existem para dar uma “folga” para o cérebro lidar com decisões e pensamentos mais complexos.

Duhigg afirma que a engrenagem dos hábitos move sempre o mesmo ciclo, repetidamente — uma situação que funciona como gatilho, uma sequência de eventos que se repetem de maneira semelhante após o gatilho ter sido acionado e algum tipo de recompensa que reforça a predisposição para que o hábito se reproduza com força ainda maior numa próxima ocasião.   O resultado é que os hábitos tendem a se tornar tão fortes que passam a ser acionados de forma automática.

Com certeza, não é fácil mudar um hábito, mas entendendo a maneira como a criação de um ocorre, fica mais fácil a mudança. Para que um certo padrão de comportamento se transforme em um hábito, precisamos entender o “Loop do Hábito”, que é a forma como um hábito se instala e funciona da seguinte maneira:

Começa com uma Deixa: estímulo que manda o cérebro entrar em modo automático, e indica qual hábito deve ser usado

Leva à uma Rotina atrás de uma

Recompensa: que ajuda o cérebro a saber se vale a pena memorizar este loop para o futuro.

Para criar um novo hábito, aqui fica a dica: Escolha um objetivo mensurável, escolha uma deixa, e por fim uma recompensa. A questão é que você precisa mantê-los por tempo suficiente (rotina) para que eles se tornem automáticos.

Importante destacar que ao adotar uma nova rotina, torna-se primordial despender alguma energia extra em primeiro lugar, simplesmente porque precisamos sair do modo de piloto automático e prestar mais atenção ao que se faz. Os nossos cérebros naturalmente preferem  “a rotina usual”, isto acontece em prol da eficácia e do menor gasto de energia. Fazer algo de forma automática ou rotineira deixa-nos libertos para nos dedicarmos a outras coisas. Temos um forte impulso para fazermos o que sempre fizemos, o que prejudica o desenvolvimento de novos hábitos e por isso é preciso ter uma enorme dose de motivação pessoal, a fim de fazer uma mudança e implementá-la eficazmente a longo prazo.

 Outras dicas para cultivar novos hábitos:

  • Modificar um hábito de cada vez, pois iniciar com muitas mudanças ao mesmo tempo pode ser exaustivo e fazer desistir.
  • Listar, de preferência no papel, bastante detalhamento, a forma exata como pretende Pensar, Sentir e Agir com o novo hábito presente na sua vida. Este roteiro servirá de base para a mudança e deve ser consultado várias vezes, para se ter a certeza de que não se está sendo displicente na prática
  • Divida o objetivo em partes pequenas – faça uma lista descrevendo as ações necessárias e a cada dia, coloque o seu plano em ação e avance. Mantenha-se focado no presente e vá realizando diariamente as atividades que podem contribuir para seja bem sucedido naquilo a que se propôs.
  • Deixe de lado o perfeccionismo, em vez disso, adote a perspectiva de “bom o suficiente”.
  • Cuidado com a comunicação – não use termos como: “Não consigo”, ”tenho que “, ” eu deveria” , ou ” eu devo ”, substitua as frases por: “ Eu sou capaz”, “Eu escolho ” e ” eu quero”, esta pequena alteração permite colocá-lo de volta no comando da sua vida.
  • Não procrastine, ou seja, não deixe para começar no mês que vem, na semana que vem, na segunda-feira, comece hoje mesmo.
  • Torne o hábito agradável, ainda que no início você tenha de realizar algumas coisas que lhe são difíceis ou que não gosta, tente associar-lhe também algumas formas de prazer e/ou gratificação. A ideia é associar o seu novo hábito com as coisas que você acha pessoalmente gratificantes. Você pode ainda criar uma imagem mental do resultado final do seu novo hábito e associá-lo às tarefas menos agradáveis que tem de realizar, para sair bem sucedido.
  • Reconheça o seu sucesso – Dê crédito a si mesmo, reconheça o seu próprio esforço e congratule-se por isso. Celebre com os seus amigos, apoie-se, incentive-se e reconheça as pequenas vitórias até chegar à vitória final.

A   excelente notícia é que : se você insistir o suficiente, pode transformar qualquer coisa em um hábito. Ao trocar um doce por uma fruta, a madrugada pela manhã ou a cama pela academia, por exemplo, chegará uma hora em que a opção antiga nem será considerada. Acredite: seu cérebro prefere seguir um roteiro fixo do que pensar.

Portanto, vamos em frente com muita disciplina e foco!

Category: Minuto Coaching+50

Entrevista com a Master Coach Bette Maria

Posted on by 0 comment video

Entrevista com a Master Coach Bette Maria

O Coach Clovis Dattoli entrevista a MasterCoach Bette Maria do Coaching+50 e pergunta sobre aposentadoria, motivação para criar seu site/blog e Comunidade no Facebook – Jovens+50 e quais são seus planos futuros. Assista e veja as novidades que estão por vir!

Assiste e Assine nosso Canal do You Tube: Coaching Mais50

Continuação – Aprimore sua Inteligência Espiritual

Posted on by 1 comment image

Continuação – Aprimore sua Inteligência Espiritual

inteligencia_espiritual_coachingmais50.com.brjpg

Caso não tenha lido a primeira parte da postagem, ontem: Aprimore sua Inteligência Emocional

Dana Zohar identificou 10 qualidades comuns às pessoas espiritualmente inteligentes.

Segundo ela, essas pessoas:

  1. Praticam e estimulam o autoconhecimento profundo.
  2. São conduzidas por valores humanos. São idealistas e creem na vida.
  3. Têm capacidade de encarar desafios e utilizar a adversidade a seu favor.
  4. São holísticas – têm a visão do todo integrado e a percepção da unidade.
  5. Celebram a diversidade como fonte de beleza e aprendizado.
  6. Têm independência de pensamento e comportamento.
  7. Perguntam sempre “por quê?” e “para que”. São agentes de transformações.
  8. Têm capacidade de colocar as coisas e os temas num contexto mais amplo.
  9. Têm espontaneidade de gestos e atitudes, e são equilibradas emocionalmente.
  10. São sensíveis, fraternas e compassivas

São 4 competências da inteligência espiritualautoconhecimento, consciência universal, autodomínio e presença social e espiritual.

Ainda segundo Dana Zohar, os 12 princípios da Inteligência Espiritual são:

  1. Tenha pensamentos positivos, sempre.
  2. Descubra quem você é. O que me faz levantar de manhã? Para que eu vivo, por o que daria minha vida? O que me motiva para fazer coisas todos os dias? Quem eu sou realmente?
  3. Tenha humildade.
  4. Viva a compaixão.
  5. Reveja seus valores. Precisamos pensar menos em “eu, mim” e mais em “nós, nossos”. E precisamos rever nossos valores para servir uns aos outros.
  6. Viva o presente. Tire o peso do passado e das preocupações – e viva o agora!
  7. Estamos conectados, e o jeito que vivo minha vida afeta a vida do outro.
  8. Responda a uma questão fundamental: sempre perguntar por quê! Nós nos fechamos a verdade se não questionamos.
  9. Mude a sua mente, seus paradigmas, e coloque seus pontos-de-vista sob uma nova perspectiva.
  10. Valorize seus princípios, mesmo que sejam impopulares.
  11. Celebre a diversidade.
  12. Descubra a sua vocação, o seu propósito de vida e em como você pode fazer a a diferença.

Sem a Inteligência Espiritual não somos completos. Ela é o início e o fim de tudo, pois tem a capacidade de potencializar as outras inteligências (intelectual e emocional). A inteligência espiritual abre a percepção da pessoa para o sagrado, possibilitando enxergar soluções e oportunidades onde antes aparentava só haver problemas.

Quando conhecemos nossa missão, o porquê e para que nascemos, qual a razão de nossa vida, tudo fica mais fácil, mais fácil não se prender ao material, não se deslumbrar com o poder e status, não ser ganancioso ou orgulhoso, não enxergar só o próprio umbigo e viver em função da própria felicidade. Não há como sermos felizes sozinhos por mais dinheiro ou poder que tenhamos.

A grande sacada é entender que mesmo no empreendedorismo, 20% é intelectualidade (ideias racionais) e 80% corresponde a inteligência emocional e espiritual, que estas são o caminho onde o Ponto de Deus se desenvolve em nós. Este é o diferencial, agregar sentido de vida e felicidade naquilo que estão fazendo pois as pessoas com QS elevado não trabalham unicamente por dinheiro, querem sempre fazer mais do que se espera delas, algo para além da empresa.

As empresas serão bem melhores se buscarem desenvolver espiritualmente os seus funcionários, porque se eles estiverem mais motivados, mais criativos e menos estressados, produzirão mais e melhor.

Os verdadeiros líderes desenvolvidos espiritualmente, diferentes dos chefes autoritários visam somente o lucro, preocupam-se em proteger o meio ambiente, propagar educação e saúde na sua comunidade. Querem transmitir sua Visão de mundo e a Missão da empresa para seus funcionários e clientes e importam-se com a felicidade de todos.

A gratidão abre o portal para a inteligência espiritual. Analise verdadeiramente como está sua Inteligência Espiritual e a aprimore para enxergar o que não via antes, mudando sua percepção com um sentido da vida mais amplo e conquistando a felicidade.

Nota: Importante ressaltar que todo o conteúdo dessa Postagem (ontem e hoje) foi aprendido na aula de Inteligência Espiritual, ministrada pelo Dr. Anthony Portigliatti, no curso de Mestrado, da Florida Christian University – FCU, a quem serei eternamente grata pelos ensinamentos. 

Category: Minuto Coaching+50

“Me deixa ficar velha!”

Posted on by 0 comment image

“Me deixa ficar velha!”

A atroz Cássia Kiss assumindo os seus cabelos grisalhos

Amigas podem ser a maior fonte de pressão e de preconceito com relação ao envelhecimento feminino.

Já reparou a dificuldade feminina para saber o que se pode (ou não) fazer depois de uma determinada idade? Devo ou não pintar o cabelo? Posso deixar o cabelo comprido? É ridículo ter franja ou fazer rabo de cavalo? Qual é o comprimento adequado da saia? E o tamanho do biquíni?

Uma arquiteta de 57 anos disse: “Parei de pintar o cabelo. Sofri um verdadeiro massacre das minhas amigas. Dizem que estou parecendo uma velha, que desisti da minha vida sexual, que deixei de ser mulher. Os homens até gostam, me acham diferente. Só as mulheres me criticam”.

Uma professora de 60 anos contou:”Adoro ir à praia. Sempre fui de biquíni. Agora parece que sou uma velha ridícula, caquética, pelancuda, que não obedece à regra de usar maiô ou até mesmo de não ir mais à praia. Recebo muitos olhares de censura e comentários violentos de algumas amigas. Elas parecem policiais perseguindo as mulheres que querem envelhecer naturalmente”.

Ela mostra que as amigas podem ser a maior fonte de pressão e de preconceito com relação ao envelhecimento feminino.

“Todas as minhas amigas já fizeram plástica ou colocaram botox. Minha melhor amiga fez correção nos olhos, colocou botox, preenchimento ao redor dos lábios e ainda operou o nariz. Virou outra pessoa. Cada vez que ela me encontra insiste que eu tenho que fazer plástica, que estou com as pálpebras muito caídas, que vou ficar muito mais jovem. Ver o rosto dela tão plastificado me fez decidir não mexer em nada. Sinceramente, eu me acho mais bonita e mais jovem do que ela”.

Muitas não resistem à pressão e acabam fazendo um dos “tratamentos mágicos”, como uma advogada de 47 anos:”Tenho uma amiga que faz de tudo para parecer mais jovem. Ela me convenceu a fazer um tratamento mágico que prometia rejuvenescer minha pele. Gastei uma fortuna e não teve qualquer resultado. Tem tanta promessa no mercado do tipo “pareça dez anos mais jovem” que nós acabamos fazendo loucuras. Muitas mulheres ficam deformadas”.

Ela pergunta: “Será que não está na hora de parar com essa obsessão pela aparência jovem e aceitar a beleza de todas as fases da vida? Dá vontade de gritar: ‘Por favor, me deixa em paz, basta de tantas cobranças e loucuras. Me deixa ficar velha!’”.

FONTE: Este artigo foi publicado originalmente na Folha de São Paulo. miriangoldenberg@uol.com.br Mirian Goldenberg é antropóloga, professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro e autora de “A Bela Velhice” (Editora Record) www.miriangoldenberg.com.br

Aprimore sua Inteligência Espiritual

Posted on by 0 comment image

Aprimore sua Inteligência Espiritual

QS o ponto de Deus_coachingmais50.com.br

 

O início do século XX lançou a ideia do Quociente de Inteligência (QI). Quanto maior o QI do indivíduo, dizia a teoria, maior sua inteligência. Em meados dos anos 90, Daniel Goleman demonstrou que a Inteligência Emocional (QE) reveste-se de igual importância. E fechando o milênio, a ciência aponta para um Terceiro Quociente, o Espiritual.

Em seu livro QS – Inteligência Espiritual, a física e filósofa americana Dra. Dana Zohar e o Dr.Ian Marshal apresentam o Quociente Espiritual(QS) e mostram que, com este novo conceito, a descrição total da inteligência humana pode ser finalmente completada. O QS é a fundação necessária para o funcionamento eficiente do QI e do QE. É a nossa inteligência final. É com ela que abordamos e solucionamos problemas de sentido e valor; que podemos pôr nossos atos e nossa vida em um contexto mais amplo e com a qual avaliamos se uma ação faz mais sentido do que outra. É esse poder transformador que diferencia o QS do QE, por exemplo.

O QS está ligado à necessidade humana de ter propósito na vida, é ele que usamos para desenvolver valores éticos e crenças que vão nortear nossas ações. Os cientistas descobriram que temos um “Ponto de Deus” no cérebro, uma área nos lobos temporais que nos faz buscar um significado e valores para nossas vidas. É uma área ligada à experiência espiritual.

QI, QE e QS – Dra. Dana explica que tudo que influencia a inteligência passa pelo cérebro e seus prolongamentos neurais. Um tipo de organização neural permite ao homem realizar um pensamento racional, lógico, dá a ele seu QI, ou inteligência intelectual. Outro tipo permite realizar o pensamento associativo, afetado por hábitos, reconhecedor de padrões, emotivo. É o responsável pelo QE, ou inteligência emocional. Um terceiro tipo permite o pensamento criativo, capaz de insights, formulador e revogador de regras. É o pensamento com que se formulam e se transformam os tipos anteriores de pensamento. Esse tipo lhe dá o QS, ou inteligência espiritual. O QI fica localizado no lado esquerdo do cérebro, o QE fica localizado no lado direito no cérebro, enquanto o QS abrange o cérebro inteiro.

É preciso distinguir o QS de religião, pois mesmo pessoas que não são cristãos ou católicos acreditam no Ponto de Deus.  A  distinção é que Religião que é aquilo que a pessoa vive em sua vida e a Espiritualidade é um passo além da religiosidade.

Podemos citar vários exemplos do que a carência de inteligência espiritual e auto sabotagens decorrentes das fraturas emocionais e espirituais podem ocasionar na vida das pessoas: o francês Zinedine Zidani e sua cabeçada jogador italiano Materazzi nas finais da Copa de 2006, Bill Clinton e seu suicídio político ao trair a esposa e mentir para toda à nação americana.  Ainda, sem citar nomes, conhecemos vários empresários e banqueiros brasileiros, que atingiram sucesso financeiro e profissional mas não tem brilho no olhar, não demonstram alegria de viver, talvez tenham a inteligência intelectual muito desenvolvida mas precisam desenvolver mais a inteligência espiritual que é aquela responsável pelo significado da vida, pela felicidade, é a cereja do bolo.

No livro, a Dra. Zohar e Dr.  Marshal narram a origem e o funcionamento do terceiro quociente. Uma inteligência fundamental que, quando bem desenvolvida, garante ao indivíduo a capacidade de ser flexível, um grau elevado de auto percepção e a capacidade de enfrentar e usar o sofrimento e transcender a dor. Ainda: executar conexões entre coisas diversas e procurar as respostas que se escondem por trás dos porquês. A obra traz um guia para o leitor avaliar o seu QS e ensina o que se deve fazer para aprimorá-lo.

O líder espiritualmente inteligente é um líder inspirado pelo desejo de servir, uma pessoa responsável por trazer visão e valores mais altos aos demais e por lhes mostrar como usá-los. Está preocupado com o meio ambiente e a comunidade, é espontâneo, tem visão e valores, tem perspectivas amplas. É uma pessoa que inspira as outras. Ex: Dalai Lama, Nelson Mandela, Mahatma Gandhi.

Palavras Chaves da Inteligência Espiritual:

Perdão, Gratidão, Humildade, Compaixão e Entender as outras pessoas. Assim, podemos desenvolver a inteligência espiritual tomando consciência das dez qualidades comuns às pessoas espiritualmente inteligentes e trabalhando para desenvolvê-las. Procurando mais o porquê e as conexões entre as coisas, trazendo para a superfície as suposições que fazemos sobre o sentido delas, tornando-nos mais reflexivos, assumindo responsabilidades, sendo honestos conosco mesmos e mais corajosos.

Tornado-nos conscientes de onde estamos, quais são nossas motivações mais profundas. Identificando e eliminando obstáculos. Examinando as numerosas possibilidades, comprometendo-nos com um caminho e permanecendo conscientes de que são muitos os caminhos.

Category: Minuto Coaching+50

Viva o Presente!

Posted on by 0 comment image

Viva o Presente!

presente_coachingmais50.com_.br_

Eckhart Tolle em seu livro “O Poder do Agora” nos ensina: “O tempo não é nem um pouco precioso como dizem, porque é uma ilusão. O que você percebe como precioso não é o tempo, mas o único ponto que está fora do tempo: O Agora. Isso é realmente precioso. Quanto mais você está focado no tempo, passado e futuro, mais você perde o agora, a coisa mais preciosa que existe”.

O passado é uma memória, é um pensamento que surge no presente. O futuro é apenas uma antecipação, é outro pensamento que surge no agora. O que verdadeiramente temos é este momento, só isso. Passamos a maior parte de nossas vidas esquecendo esta verdade, fugindo dela, olhando por cima dela. E o horror é que temos sucesso nisso.

 “Poder sobre os outros é fraqueza mascarada de força. O poder verdadeiro reside no interior e está ao seu alcance.” Eckhart Tolle

Conseguimos nunca nos conectar com o momento presente e encontrar a satisfação aqui e agora, porque estamos sempre com a esperança de ser feliz no futuro. E o futuro nunca chega. Mesmo quando pensamos que estamos no momento presente, de forma muito sutil, muitas vezes estamos olhando por cima dele, antecipando em nossas mentes o que está por vir. Estamos sempre buscando a solução de um “problema”.

E é possível simplesmente deixar o problema, seja que só por um momento e aproveitar o que é real na sua vida no presente. Esta não é uma questão de novas informações ou obter mais informações, ela exige uma mudança de atitude. Isso requer uma mudança na atenção à sua experiência no momento presente.

Alan Watts, filósofo e escritor nos faz refletir sobre o “Presente” na citação a a seguir: “Nós vivemos em uma cultura totalmente hipnotizada pela ilusão de tempo, na qual o chamado presente é sentido como uma pequena linha entre o ‘todo poderoso’ passado causativo e o ‘absurdamente importante futuro’. Não temos presente. Nossa consciência está quase completamente preocupada com memórias e expectativas. Nós não percebemos que nunca houve, há, ou haverá qualquer tipo de experiência além da experiência do momento. Portanto, nós estamos fora de contato com a realidade. Nós confundimos o mundo como ele é falado, descrito, e mensurado com o mundo do modo que ele na verdade é. Nós estamos doentes com uma fascinação pelo uso das ferramentas de nomes, números, símbolos, sinais, conceitos e ideias.”  ( assista trecho do vídeo  “O verdadeiro você” em nosso canal do You Tube – Coaching Mais50: http://youtu.be/QbguyppWNds)

Nós passamos a maior parte das nossas vidas pensando no passado e fazendo planos para o futuro. Ignoramos ou negamos o momento presente e adiamos nossas conquistas para algum dia distante, achando que quando conseguirmos tudo o que desejamos seremos finalmente, felizes. Mas, se queremos realmente mudar nossas vidas, precisamos começar neste momento, o único momento que existe! O Eterno Agora, o momento universal onde todas as outras coisas existem.

Um dos ensinamentos mais simples de entender e um dos mais desafiadores: viver no momento presente. A revista americana Psychology Today criou uma reportagem especial intitulada  “A Arte do Agora: Seis Passos para Viver Neste Momento”, listando medidas essenciais para se conseguir viver, enfim, aqui e agora.

Abaixo, um resumo dos seis passos:

  1. Para melhorar seu desempenho, pare de pensar sobre ele (não-consciência-de-si-mesmo), pois pensar demais no que você está fazendo, faz com que você faça pior o que você está fazendo. Exemplo se for dançar e só prestar atenção ao seu desempenho irá errar pois para conseguir dançar com a música, você é obrigado a entregar sua atenção para o ritmo dela. Ao fazer isso, seu foco muda automaticamente de você e de seu desempenho para a música.
  2. Parar evitar ficar se preocupando com o futuro, foque no presente (degustação). Frequentemente nós ficamos tão emaranhados em pensamentos do futuro e do passado que esquecemos de experimentar, e ainda menos de curtir, o que está acontecendo agora.
  3. Se você quer ter um futuro no seu relacionamento, habite o presente (respire). A atenção neutraliza os impulsos agressivos nas pessoas, reduz o envolvimento do ego, aumenta o auto controle e “az você perceber o que os budistas chamam de reconhecer a faísca antes da chama.
  4. Para aproveitar ao máximo o tempo, perca a noção dele (fluxo). O fluxo acontece quando você está tão compenetrado numa tarefa que perde noção de tudo que está em volta de você. O fluxo incorpora um aparente paradoxo: como você poderia estar vivendo no momento se você não está nem consciente dele?
  5. Se algo está lhe incomodando, mova-se em direção a ele e não para longe dele (aceitação). Esse é um dos mais interessantes, pois ajuda a desbloquear padrões mentais e emocionais que certamente iriam voltar para lhe incomodar no futuro. Estar aberto para o modo como as coisas são em cada momento sem tentar manipular ou mudar a experiência – sem julgar, se apegar ou evitar.
  6. Saiba que você não sabe (engajamento). Essa lembra o conhecido adágio do filósofo grego Sócrates: “Tudo que sei é que nada sei”. Nós nos tornamos indiferentes porque uma vez que achamos que sabemos algo, paramos de prestar atenção a isso.

Para terminar fico com uma frase do Sermão da Montanha: “A cada dia basta o seu cuidado”. Se pudermos estar inteiros cuidando do aqui e agora então estaremos vivendo de forma plena a cada momento. Se pudermos garantir a nossa vida no presente que é o único momento em que temos de fato a possibilidade de agir então tudo estará certo.

“Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado”.

 Dica:  Assita o Vídeo: Aceitando o presente– Eckhart Tolle  nonosso canal do Coaching Mais 50 no link:https://www.youtube.com/watch?v=wa91mB7bOcA

Category: Minuto Coaching+50

Reprograme suas Crenças!

Posted on by 0 comment image

Reprograme suas Crenças!

reprogramacãomental_coachingmais50.com.br

 

Quando entendemos que nossas Crenças são a nossa Programação Mental, que determinam tudo na nossa vida e percebemos sua influência em todas as nossas escolhas e decisões é chegada a hora de uma verdadeira e necessária Reprogramação Mental que nos beneficie.

Como já dito ontem, as Crenças são formadas do ventre até a morte por tudo o que vemos, pensamos e sentimos e todo o nosso “destino” está formado dos 0 até os 12 anos por estas “Crenças” que  foram inculcadas pelos pais, familiares, professores, enfim pelas pessoas que significam autoridade e exemplo para a criança. As Crenças boas são fortalecedoras e nos fazem avançar enquanto que as Crenças ruins e medianas são limitantes. Nós não somos originalmente nossas Crenças, mas aquelas que forem negativas, que atrapalharem nosso crescimento precisam ser modificadas, pois se somos todos filhos de Deus, nascemos perfeitos e para ter vida em abundância, todos temos a capacidade de reprogramar nossas Crenças através da reprogramação das sinapses neurais.

 5 Passos Para Vencer Crenças Limitantes [1]

Passo 1 – Identifique Quais Crenças Limitantes o Impedem de Agir

Reflita e Faça uma análise da sua vida sobre quais sãos as Crenças que estão impedindo você de agir. A maneira mais eficaz de se fazer isso é pegar papel e caneta e anotá-las.

 Passo 2 – Encontre a Causa da Crença Limitante

Encontrar a causa da Crença limitante significa descobrir quais situações de sua vida, que a Crença foi desencadeada. Buscar a causa pode ser muito útil no sentido de entender as emoções relacionadas à Crença limitante, que de certo modo, impede a pessoa de alcançar algum objetivo.

O objetivo de encontrar a causa serve apenas para analisarmos situações em nossa vida em que formamos algumas Crenças limitantes, e não para justificarmos o nosso comportamento atual. Não queremos culpar o passado, queremos apenas estar conscientes do momento em que a Crença foi instalada, e mudá-las. Nosso objetivo aqui é encontrar uma solução.

Passo 3 – Defina Qual é o Objetivo que Deseja Alcançar

Nós nos deparamos com as Crenças limitantes, justamente, no momento em que estabelecemos algum objetivo, e começamos a nos auto sabotar acreditando que não podemos alcançá-lo. É muito comum querermos algo, e ao mesmo tempo, virarmos para nós mesmos e dizer: “Eu não consigo fazer isso!” ou “Eu não posso fazer isso!”.

Essas afirmações realmente afetam as nossas  decisões, quando acreditamos que não podemos fazer algo. Uma solução para este problema é definir qual objetivo que se deseja alcançar. 

Ter um objetivo específico é muito importante para direcionar nossos recursos e potencial para a direção que queremos ir, em oposição daquilo que acreditamos que não podemos fazer ou realizar. Pois desta forma, estaremos focado em nosso objetivo, e não naquilo que nos limita. Agindo assim, teremos grandes chances de superar Crenças limitantes.

 Passo 4 – Substitua a Crença Limitante Por uma Crença Fortalecedora

Um dos meios mais eficazes de se fazer isto é escrever as Crenças limitantes e depois criar novas Crenças fortalecedoras. Por exemplo:

Crença Limitante: “Eu não consigo perder peso porque eu vivo procurando comida o tempo todo.”

Crença Fortalecedora: “Antigamente eu não conseguia perder peso, no entanto, agora tenho uma estratégia certa para alcançar meu objetivo.”

Para aumentar ainda mais a eficácia deste exercício, você poderá anotar sua nova Crença fortalecedora e deixar em local que possa enxergá-la o tempo todo, para condicioná-la e instalá-la em seu subconsciente.

 Passo 5 – Condicione a Nova Crença Até Que Se Torne um Hábito

Condicionar a nova Crença significa que você irá criar a realidade que deseja para si em sua mente, visualizando o resultado que deseja alcançar. A visualização é uma ótima maneira de criar antecipação, pois você estará vivenciando mentalmente o resultado que deseja alcançar, e com isso, você estará enviando sinais congruentes para o seu cérebro, fazendo-o trabalhar a seu favor.

Veja, ouça e sinta o resultado que deseja alcançar em sua mente. Faça este exercício por pelo menos cinco minutos por dia, e você notará os benefícios que este simples exercício poderá lhe proporcionar. Você irá vencer facilmente qualquer Crença limitante que o impede de seguir em frente.

[1] Luiz Felipe Carvalho – http://focuslife.com.br/5-passos-para-vencer-crencas-limitantes-facilmente

Dica: Assista ao vídeo do Coach Gustavo Carvalho sobre Crenças e o que a Neurociência fala sobre elasQuem você pensa que é?

 

Category: Minuto Coaching+50