Category Archives: Dicas de Leitura Coaching+50

Dica de Leitura 23 – Quem Pensa Enriquece – Napoleon Hill

Posted on by 0 comment image

Dica de Leitura 23 – Quem Pensa Enriquece – Napoleon Hill

quem_pensa_enriquece_coachingmais50.com.br

Quem pensa enriquece é um dos maiores bestsellers do mercado editorial, com mais de 30 milhões de exemplares vendidos no mundo. É uma obra atemporal que vem ajudando pessoas comuns a se tornarem ricas e poderosas. E tudo começou em 1908, quando Napoleon Hill teve a oportunidade de entrevistar Andrew Carnegie, o homem mais rico da época, que propôs a ele a tarefa de investigar entre os homens de triunfo as características do sucesso. Por vinte anos, Hill acompanhou de perto a ascensão  das 500  maiores fortunas do mundo,  os mitos do século XX,  como Henry Ford, Theodore Roosevelt, King Gillette e John Rockefeller.O livro relata os estudos sobre comportamento e hábitos mentais mais utilizados pelos milionários, descrevendo as 15 características comuns a todos esses grandes vencedores.

O auto-conhecimento e o auto-desenvolvimento são um dos pilares para o crescimento pessoal, por isso, Napoleon Hill aborda sobre o Desejo, Fé, Auto-sugestão, Conhecimento Especializado, Imaginação, Persistência, o Subconsciente e outros. Hill aborda em diversos capítulos a importância de influenciarmos nossa mente inconsciente através de emoções positivas e pensamentos que nos ajudam a alcançar nosso objetivo.

O livro apresenta o  método através do qual o desejo ardente pode ser transformado em seu equivalente financeiro consiste de 5 passos definidos e práticos, a saber:

Passo 1:  Para obter realizações  temos que primeiro desejar, fixando na mente o que você realmente deseja (a importância exata do dinheiro que quer ter), pois não basta dizer “Quero um bocado de dinheiro” e compreender que nada vem por acaso.

Passo 2: determine exatamente o que tenciona dar em troca do dinheiro que quer.

Passo 3: estabeleça uma data definida, quando tenciona ter o dinheiro que quer.

Passo 4: redija uma declaração clara, concisa, do volume de dinheiro que tenciona ganhar, marque o último prazo em que o terá, diga o que pensa dar em troca e redija com toda clareza o plano através do qual se propõe a ganhá-lo.

Passo 5: leia sua declaração em voz alta, duas vezes por dia: uma ao se deitar e a outra assim que se levantar de manhã. Enquanto lê, visualize, sinta e acredite que você já está de posse do dinheiro.

Os pontos tratados em cada tópico do livro fará com que você reflita sobre os ensinamentos que tem aprendido ao longo da vida e se estão adequados aos objetivos e sonhos que você almeja alcançar.  Explica a importância de ter foco, se preparar para lidar com as possíveis adversidades ao longo da vida e principalmente  possuir um sentido de que você realmente pode realizar seus sonhos.

Dica de Leitura 22 – Um Novo Mundo – O despertar de uma nova consciência – Eckhart Tolle

Posted on by 0 comment image

 Dica 22 – Um Novo Mundo – O despertar de uma nova consciência – Eckhart Tolle

Umnovomundo_coachingmais50.com.br“O principal propósito deste livro não é acrescentar novas informações e crenças à sua mente nem tentar convencê-lo de alguma coisa, e sim produzir uma modificação da sua consciência, ou seja, o despertar. (…) Se você não sabe o que significa despertar, continue lendo. Só por meio da experiência se conhece o verdadeiro sentido dessa palavra.” – Eckhart Tolle

Mais do que em qualquer outra época de sua história, a humanidade tem hoje a chance de criar um mundo novo – mais evoluído espiritualmente, mais pleno de amor e sanidade. Para Eckhart Tolle, autor de O Poder do Agora, clássico da literatura espiritual, estamos vivendo um momento único e maravilhoso: o do despertar de uma nova consciência.

Ele nos mostra que o salto para essa nova realidade depende de uma mudança interna radical em cada um de nós. Precisamos nos livrar do controle do ego, pois essa é a fonte de todo o sofrimento humano. Sob seu domínio, somos incapazes de ver a dor que infligimos a nós mesmos e aos outros. No momento em que despertamos, o pensamento perde a ascendência sobre nós e se torna o servo da consciência, que é a ligação com a inteligência universal, a fonte da vida da qual todos nós procedemos.

Enquanto desvenda a natureza dessa mudança de consciência, Tolle nos ensina a vencer as artimanhas que o ego utiliza para nos isolar uns dos outros. De forma inspiradora e surpreendente, ele nos ajuda a descobrir o nosso verdadeiro eu, a essência humana genuína que nos permitirá construir o novo mundo e viver em harmonia com tudo o que existe.

Neste início de milênio, Eckhart Tolle nos transmite uma mensagem profunda e de grande esperança: um número cada vez maior de pessoas está abandonando padrões mentais destrutivos baseados no ego e vivenciando o despertar de uma nova dimensão da consciência.

Enquanto nos fala sobre condicionamentos mentais que nos aprisionam numa existência de dor e insatisfação, Tolle lança uma luz esclarecedora pela qual todos nós podemos nos guiar para alcançar a paz de espírito, a convivência harmoniosa e a felicidade.

O ego, diz ele, constitui-se basicamente de pensamentos, emoções, identificações com bens, opiniões, aparência física, ressentimentos e conceitos de superioridade e inferioridade. Sua força motivadora é uma incessante necessidade de aparecer, de dominar, de obter atenção e de experimentar uma sensação de isolamento por meio da oposição aos outros.

O despertar só é possível através do reconhecimento consciente desses aspectos nocivos do ego. Enquanto a consciência não se manifesta, permanecemos dominados por eles, causando e perpetuando situações de dor.

Tolle nos lembra que a consciência é o poder oculto que existe no momento presente. E o propósito supremo da nossa existência é disseminar esse poder no mundo. Não podemos lutar contra o ego e vencer, assim como não conseguimos combater a escuridão. A luz da consciência é tudo de que precisamos. E nós somos essa luz.

FONTE: Editora Sextante:  http://www.esextante.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=3789&sid=2

Dica de Leitura 21 – A Estratégia do Oceano Azul – W. Chan Kim e Renée Mauborgne

Posted on by 0 comment image

 

Dica de Leitura 21 – A Estratégia do Oceano Azul – W. Chan Kim e Renée Mauborgne
aestratégiadooceanoazul_coachingmais50.com.brA Estratégia do Oceano Azul: Como Criar Novos Mercados e Tornar a Concorrência Irrelevante –  O livro apresenta uma nova maneira de pensar sobre estratégia, resultando em uma criação de novos espaços (o oceano azul) e uma separação da concorrência (o oceano vermelho). Os autores estudaram 150 ganhadores e perdedores em 30 indústrias diferentes e viram que explicações tradicionais não explicavam o método dos ganhadores. O que eles acharam é que empresas que criam novos nichos, fazendo da concorrência um fator irrelevante, encontram um outro caminho para o crescimento. O livro ensina como colocar em prática a estratégia: “Não concorra com a concorrência – torne-a irrelevante”.

Esta é uma das máximas mais importantes deste livro, conhecida como “Oceano Azul” e defende que a solução para enfrentar a forte concorrência não é competir no ambiente que os outros intitulam de “Oceano Vermelho”. Neste oceano, as empresas concorrem pelas vantagens competitivas, pela conquista de quota de mercado e lutam por se diferenciar. Os autores defendem que, quando seguem esta estratégia, as empresas terão cada vez menos possibilidades de conseguir um crescimento lucrativo no futuro.

Com base num estudo de 150 casos que abrange os últimos cem anos e mais de 30 setores, os dois autores defendem que as empresas que serão líderes no amanhã irão conquistar o sucesso não porque concorrem com os seus concorrentes, mas porque criam Oceanos Azuis de crescimento no mercado. Esta abordagem, denominada “inovação com valor”, cria alterações no valor quer ao nível das empresas quer dos seus compradores, fazendo com que a concorrência se torne obsoleta.

Uma estratégia revolucionária que tem por base seis princípios que todas as empresas podem facilmente formular e implementar com sucesso. Estes princípios demonstram como reconstruir as fronteiras do mercado, se concentrar o cenário global, alcançar para além da procura existente, conseguir a sequência estratégica certa, ultrapassar obstáculos organizacionais e incluir a implementação na estratégia. Um novo paradigma do pensamento sobre a Gestão, essencial para todos os que querem que os seus negócios cresçam e se fortaleçam no futuro.

O resultado dessa “batalha” é um “oceano vermelho”, nascido da luta sangrenta entre rivais por um potencial de lucros muitas vezes decrescente. Esse é o problema, segundo W. Chan Kim e Renée Mauborgne, autores de A Estratégia do Oceano Azul. Eles ensinam: “Não concorra com os rivais — torne-os irrelevantes”.

Kim e Mauborgne também avisam: é bem pequena a probabilidade de uma estratégia convencional se transformar em crescimento lucrativo no futuro. Aliás, bons e maus exemplos disso na Europa, na Ásia e nos Estados Unidos estão no livro. Em síntese: ao invés da luta sangrenta no “oceano vermelho” da competição nos moldes conhecidos, deve-se criar estratégias inovadoras para desbravar “oceanos azuis” de espaços inexplorados de mercado.

Muitas empresas acabaram se perpetuando não pela continuidade de suas operações, mas depois de passarem por mudanças e rupturas significativas — Du Pont, Swatch, General Electric, Accor são empresas do Oceano Azul que reinventaram seus setores, criando valor único para seus clientes e, conseqüentemente, valor sustentável para seus acionistas, empregados, fornecedores e para a sociedade”, comenta — no Prefácio à Edição Brasileira — André Ribeiro Coutinho, diretor e um dos consultores da Symnetics, que realizou a revisão técnica dessa tradução. Ele cita como exemplos de empresas nacionais que realizaram “inovações de valor” as Casas Bahia (“pela idéia genial de um varejo para atender consumidores das classes C e D”) e a Gol Linhas Aéreas (“que vem transformando o setor de aviação brasileira”)..

Dica de Leitura 20 – As Armas da Persuasão – Robert B. Cialdini

Posted on by 0 comment image

Dica de Leitura 20 – As Armas da Persuasão – Robert B. Cialdini

asarmasdapersuasão_coachingmais50.com.brEm seu estudo para escrever este livro, o  psicólogo Robert B. Cialdini queria entender quais são os fatores que levam uma pessoa a dizer “sim” a um pedido e que técnicas exploram melhor esses fatores. Reunindo dados das mais recentes pesquisas científicas sobre o assunto, histórias de gente comum e a experiência adquirida ao se infiltrar em organizações que treinam os chamados “profissionais da persuasão”, Cialdini criou uma obra acessível, informativa e indispensável a todos aqueles que querem saber como influenciar pessoas e, ao mesmo tempo, se defender dos manipuladores

Seis princípios psicológicos básicos governam o comportamento humano quando tomamos uma decisão e podem ser utilizados como poderosos gatilhos mentais para persuadir as pessoas, seja no dia a dia, ou mesmo em anúncios, textos, etc.como verdadeiras armas, portanto use-as para fazer o bem, ok ?

1. Reciprocidade – nos sentimos compelidos a retribuir, nem sempre de forma vantajosa para nós, o que outra pessoa nos proporcionou;

2. Compromisso e coerência – depois que fazemos uma escolha, enfrentamos pressões para nos comportarmos de maneira condizente com o compromisso assumido;

3. Aprovação social – buscamos nos outros indícios do comportamento mais apropriado a seguir;

4. Afeição – preferimos acatar pedidos de pessoas que conhecemos e de que gostamos;

5. Autoridade – temos um arraigado senso de obediência à autoridade;

6. Escassez – tudo se torna mais valioso quando fica menos disponível.

Ainda assim, é preciso frisar que o autor não objetiva apenas alertar as pessoas quanto a estas armas, mas também, ensinar como são desenvolvidas, para assim, elas poderem praticá-las no dia-a-dia. Cialdini deixa bem claro que não devemos entender estas armas apenas pelo lado negativo, até porque muitas delas são executadas de modo que nem saibamos que estamos as executando e podemos utilizá-las de modo que elas mostrem e enfatizem o lado positivo das coisas nas interações diárias de todo tipo, com vizinhos, amigos, colegas, parceiros de negócios ou familiares.

Cada princípio é discutido pelo autor em termos de sua função na sociedade e de como um profissional da persuasão pode mobilizar seu poder em pedidos de compras, doações, concessões, votos, permissões, etc.Infelizmente, existem as pessoas que as utilizam de forma maliciosa e, para isso, devemos sempre estar atentos nas entrelinhas dos argumentos e, o autor, ao final de cada capítulo ainda nos auxilia em como fazer isso.

Acesse o Mapa Mental do Livro: as_armas_da_persuasao_mapa_mental

Fonte: http://www.mapamental.org/mapas_pdf/as_armas_da_persuasao_mapa_mental.pdf

Dica de Leitura 19 – Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen R. Covey

Posted on by 0 comment image
Dica de Leitura 19 – Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen R. Covey
os 7 hábitos das pessoascompetentes_coachingmais50.com.brStephen Covey baseou seus fundamentos para o sucesso na Ética do Caráter – atributos como integridade, humildade, fidelidade, temperança, coragem, justiça, paciência, diligência, simplicidade, modéstia e na Regra de Ouro: fazer aos outros o que desejamos que nos façam.
Para sermos eficazes necessitamos fazer uma mudança de paradigmas. Um paradigma é a maneira como percebemos, compreendemos e interpretamos o mundo à nossa volta. É uma maneira diferente de olhar as pessoas e as coisas. 

Um hábito é a interseção entre o conhecimento, a habilidade e o desejo. O conhecimento é o que fazer e porque fazer, a habilidade é o como fazer ; e o desejo é a motivação, o querer fazer. Para tornar algo um hábito em nossas vidas precisamos reunir estes três elementos. Os sete hábitos são uma abordagem altamente integrada que passa da dependência (você cuida de mim) para a independência (eu cuido de mim mesmo) e para a interdependência (podemos fazer algo melhor juntos).

Os três primeiros hábitos tratam da independência – a essência do crescimento do caráter. Os hábitos 4, 5 e 6 tratam da interdependência – trabalho em equipe, cooperação e comunicação. O hábito 7 é o hábito da renovação

Hábito 1: Seja Pró-ativo – Ser pró-ativo implica ser responsável por sua vida – a capacidade de escolher uma resposta à determinada situação. Não é o que nos acontece, mas a nossa resposta, que diferencia o comportamento. Ninguém pode torná-lo miserável a menos que você consinta.

Hábito 2: Comece com o Objetivo em Mente – A aplicação fundamental deste hábito é iniciar cada dia com uma imagem ou paradigma do final da sua vida como um quadro de referência. Todas as coisas são criadas duas vezes – há uma criação mental ou inicial, e uma criação física, ou segunda criação.

Hábito 3:  Primeiro o mais Importante – O Hábito 1 diz: “Você é o criador. Você está no comando”. O Hábito 2 consiste na primeira criação e está baseado na imaginação – liderança baseada em princípios. O Hábito 3 é a prática do gerenciamento pessoal e requer como pré-requisitos os Hábitos 1 e 2. É o gerenciamento do nosso tempo no dia-a-dia, a cada momento ressaltando que Urgente significa que requer nossa atenção imediata, e Importante tem a ver com resultados que contribuem para nossa missão, nossos objetivos e valores.

Hábito 4: Pense em Ganha/Ganha – Ganha-Ganha é um estado de espírito que busca constantemente o benefício mútuo em todas as interações humanas. Todas as partes se sentem bem com a decisão; de fato, o objetivo final é, em geral, a melhor maneira.

Hábito 5: Procure Primeiro Compreender, Depois ser Compreendido – Procurar primeiro compreender implica uma mudança no paradigma, visto que geralmente procuramos que primeiro nos compreendam. A escuta empática é a chave para uma efetiva comunicação, em compreender a outra pessoa profundamente, tanto no plano emocional quanto no intelectual  pois depois da sobrevivência física, a maior necessidade humana é a sobrevivência psicológica – ser compreendido, se afirmar, receber incentivo, ser amado.

Hábito 6: Sinergia – Sinergia significa que o todo é maior do que as partes. Os primeiros cinco hábitos preparam para o Hábito 6. A sinergia ocorre quando as pessoas abandonam suas comunicações monótonas e a mentalidade Ganha/Perde e se abrem para uma cooperação criativa. Quando há uma compreensão genuína, as pessoas encontram soluções que são melhores do que encontrariam agindo individualmente.

Hábito 7: Afine o Instrumento (Renovação) O Hábito 7 significa parar para afiar a serra que assim ela cortará mais rápido. O Hábito 7  preserva e melhora seu bem mais precioso, que é você. Renova as quatro dimensões de sua natureza: física (exercício, nutrição, cuidados com o estresse), espiritual (clareza de valores e envolvimento, estudo e meditação), social/emocional (ajuda, empatia, sinergia, segurança interna) e mental (leitura, visualização, planejamento e escrita).

Dica de Leitura 18 – Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas – Dale Carnegie

Posted on by 0 comment image

Dica de Leitura 18 – Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas – Dale Carnegie

como fazer amigos e influenciar pessoas+coachingmais50.com.br

O livro Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas foi  escrito por Dale Carnegie, palestrante especialista em relacionamentos pessoais,  em 1937.

O livro apresenta várias técnicas para lidar com as pessoas e conquista-las a pensarem de seu modo, não somente entender os conceitos, mas usá-los em seu dia a dia. Uma leitura fundamental e obrigatória para melhorar muito os relacionamentos pessoais.

Segue a lista de sugestões de Carnegie para Lidar com as Pessoas, fazer com que elas gostem de você e a pensarem do seu modo:

  • Não critique, não condene, não se queixe
  • Aprecie honesta e sinceramente
  • Desperte um forte desejo na outra pessoa
  • Torne-se verdadeiramente interessado na outra pessoa
  • Sorria
  • Lembre-se que o nome de uma pessoa é para ela o som mais doce e importante que existe em qualquer idioma
  • Seja um bom ouvinte e incentive as pessoas a falarem sobre elas mesmas
  • Fale de coisas que interessem à outra pessoa
  • Faça outra pessoa sentir-se importante e faça-o com sinceridade
  • A única maneira de ganhar uma discussão é evitando-a
  • Respeite a opinião dos outros, nunca diga: “Você está enganado”
  • Se estiver errado, reconheça o seu erro rápida e enfaticamente
  • Comece de maneira amigável
  • Consiga que a outra pessoa diga “sim, sim” imediatamente
  • Deixe a outra pessoa falar durante boa parte da conversa
  • Deixe que a outra pessoa sinta que ideia é dela
  • Procure honestamente ver as coisas do ponto de vista da outra pessoa
  • Seja receptivo às idéias e desejos da outra pessoa
  • Apele para os mais nobres motivos
  • Dramatize as suas idéias
  • Lance, com tato, um desafio

 Princípios de Liderança

– Comece com um elogio ou uma apreciação sincera
– Chame a atenção para os erros das pessoas de maneira indireta
– Fale sobre os seus erros antes de criticar os das outras pessoas
– Faça perguntas ao invés de dar ordens diretas
– Permita que a pessoa salve o seu próprio prestígio
– Elogie o menor progresso e elogie todo o progresso. Seja sincero na sua apreciação e pródigo no seu elogio
– Proporcione à outra pessoa uma boa reputação para ela zelar

 

Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas – MindMeister Mapa Mental  Para facilitar o entendimento do livro e ficar mais fácil a aplicação no seu dia a dia imprima o mapa mental disponível no link: https://www.mindmeister.com/72516806/como-fazer-amigos-e-influenciar-pessoas

Dica de Leitura 17 – O Cavaleiro Preso na Armadura – Robert Fisher

Posted on by 0 comment image

Dica de Leitura 17 – O Cavaleiro Preso na Armadura –  Robert Fisher

ocavalheiropresonaarmadura_coachingmais50.com.brO Cavaleiro Preso na Armadura: Uma fábula para quem busca a Trilha da Verdade de Robert Fisher é um livro com poucas páginas mas realmente espetacular, onde de um jeito criativo e descontraído o autor nos ensina uma valiosa lição.

 O livro conta a história de um cavaleiro que tornou-se obstinado pelo trabalho de salvar donzelas indefesas de dragões malvados, para ele a única coisa que importava era o trabalho, como forma de manter o seu castelo e sua família sempre abastados. Sua esposa reclamava que ele era ausente em sua família e que o filho pequeno tem como única imagem do pai um retrato na parede. E o “encosta na parede”: ou tira de uma vez por todas a armadura ou perde sua família, pois ela partiria com o filho para a casa de parentes.

O cavaleiro obviamente escolhe a família, mas não consegue livrar-se da armadura. Recorre ao ferreiro do reino que nem depois de uma marretada em direção a amadura sequer a arranha. Desesperado, recorre à ajuda do mago Merlin, que diz  a ele que só há um meio para se livrar da armadura: percorrer a Trilha da Verdade, um caminho árduo e cheio de desafios pessoais.

Durante a trajetória, o cavaleiro tem de passar por três castelos: o do Silêncio, do Conhecimento e por fim o Castelo da Vontade e da Ousadia. Em cada um desses castelos ele vai refletindo cada vez mais sobre sua vida e permitindo que seus sentimentos fluam. Á medida que vai se autoconhecendo e tornando-se mais afetuoso, sua armadura vai se desmanchando. E entende que não se deve apegar a coisas superficiais, que o bem maior que ele poderia ter não são os bens materiais, mas sim sua família, seus amigos, e o amor próprio.

A conclusão é que o cavaleiro não era uma pessoa presa na armadura de aço lustroso, mas sim um sentimento: o amor, pois fica clara a dificuldade no estabelecimento de vinculo, revelando a estrutura interna do cavalheiro. Ao fugirmos da trilha da verdade e da justiça, procurando caminhos mais fáceis e agradáveis de percorrer, corremos o risco de cair em um abismo sem fundo, do qual raramente conseguimos fugir – o abismo da solidão. Enquanto que, o caminho da verdade e da justiça nos leva ao topo de uma montanha de felicidade, fé, amor e prosperidade verdadeira.

 

Dica de Leitura 16 – Os 100 Segredos das Pessoas Felizes – David Niven

Posted on by 0 comment image

100-segredos-das-pessoas-felizes_coachingmais50.com.br

O livro Os 100 Segredos das Pessoas Felizes, foi baseado nas pesquisas e estudos de cientistas junto a milhares de pessoas, o psicólogo e cientista social Dr. David Niven organizou a lista dos cem segredos mais simples que são realmente capazes de tornar as pessoas felizes. Esses segredos estão aqui colocados de forma interessante com exemplos e assim, você irá compreender as diferenças entre as pessoas felizes e as pessoas infelizes, e irá saber o que fazer para aproveitar melhor a vida, pois fala de coisas que já sabemos que temos que fazer, mas que por algum motivo não fazemos. Junto com cada dica há um breve explicação de sua importância para o caminho da felicidade e a história de alguém que colocou-a em prática. É uma leitura leve, agradável e pode ser lido alternadamente com outros livros.

“Qual é a diferença entre as atitudes das pessoas felizes e as das infelizes?

Não há nenhum conselho tão excepcional que não possa ser óbvio para ninguém. Os segredos das pessoas felizes, como David Niven aponta, estão relacionados ao estabelecimento de objetivos, ter prazer e alegria no que faz, ser otimista, estar sempre aberto a novas ideias, cultivar amizades, entre outros conselhos que são incorporados ao nosso dia-a-dia e nem nos damos conta da diferença que faz em nossas vidas.

As dicas e o caminho traçado pelo autor é muito simples, fazendo com que o leitor visualize o que realmente importa na vida, além de ser totalmente coerente. Pode-se pensar no como eu não pensei nisso ou isso tava na cara. São pequenos detalhes que fazem a diferença mesmo e não há nada direcionando para uma determinada tarefa. É você quem decide sobre a sua vida, só preste atenção no que realmente tem valor.

Segundo David Niven, o que diferencia se uma pessoa está feliz ou não é a maneira como ela enxerga e interpreta o mundo. Portanto, pessoas mais otimistas tendem a valorizar os aspectos positivos e aprendem com as experiências, enquanto as negativas se focam nas coisas ruins.

No entanto, é necessário lembrar que a felicidade é subjetiva, logo independente do copo estar meio cheio ou meio vazio, leia-se da positividade e negatividade de cada um e de como as pessoas encaram as diferentes situações da vida, dificilmente o que é melhor para uma pessoa será para a outra.

Alguns conselhos são simples, porém podem fazer a diferença no cotidiano das pessoas, como o simples ato de sorrir e rir, visto que os humanos tendem a imitar as expressões de quem está ao seu redor, por isto ao longo do livro é frisada a importância de sentir-se bem consigo mesmo e se cercar de boas pessoas e bons pensamentos, podendo se contagiar e ajudar aos outros.

Independente das situações e conflitos, há quem sempre vá levantar a cabeça diante das dificuldades e ser grato pelas vitórias, como há quem nunca vai estar satisfeito e se deixará levar pelos problemas. As pequenas mudanças de comportamento podem ajudar e muito as pessoas a se sentirem melhores, desde aceitando as suas próprias limitações, estabelecendo metas realistas e tendo paciência até saindo da inércia, praticando atividades físicas e se concentrando no que realmente é importante.

Eu creio que não há segredos em ser feliz, basta ser mais consciente dos próprios atos e encarar a vida com otimismo, todo o resto vai se direcionado rumo à felicidade. Ninguém consegue ser feliz 24 horas do dia, sete dias da semana, porém a maneira que reagimos diante das facilidades e dos problemas pode ajudar a desfrutar melhor nossas existências. O Autoconhecimento, entender a si mesmo, ajuda a aceitar os outros e compreender que mesmo diante das dificuldades, há sempre algo construtivo, uma lição. Sempre aprendemos algo com todas as pessoas e em todas as situações.

“Cuide-se de você mesmo e seja você mesmo. Não deixe que os outros decidam por você o que deve saber

 

Dica de Leitura 15 – A Mágica de Pensar Grande – Dr. David J. Schwartz

Posted on by 0 comment image

a mágica de pensar grande

Neste livro criativo, diferente de tudo o que já foi escrito sobre a busca pelo sucesso, o Dr. David J. Schwartz prova que o único meio de realizar grandes coisas é pensar em termos grandiosos.
Você não precisa ser dotado de uma capacidade intelectual fora de série para obter um desempenho excepcional no trabalho e alcançar prestígio, dinheiro e influência.Tudo o que você precisa é adquirir o hábito de pensar e agir de maneira grandiosa. No livro,  o leitor encontra um conjunto de métodos e técnicas originais que vão ajudá-lo a adquirir confiança, estabilidade e desembaraço para ir ao encontro daquilo que sempre sonhou. O livro  fala muito sobre Ação pois tudo começa em nossa mente, através de nossos pensamentos, mas temos que agir e não ficar apenas pensando.

Uma das frases mais significativas do livro, dentre uma infinidade delas, é uma citação de John Wanamaker: “Nada acontece só porque pensamos que vai acontecer”. Depois ele complementa: “…Tudo que temos neste mundo, desde os satélites aos arranha-céus e aos alimentos para os bebês, nada mais é do que ideias postas em AÇÃO.”

Habitue-se a Agir, siga as dicas:

1- Seja um “ativista”. Seja alguém que faz. Seja um realizador e não um individuo que se nega a realizar.
2- Não espere que as condições sejam perfeitas. Elas jamais o serão. Espere Obstáculos e dificuldades no futuro e resolva-os a medida que surgirem.
3- Lembre-se de que o sucesso nao é feito apenas de idéias. As idéias só tem valor quando postas em execução.
4- Use a Ação para combater o medo e adquirir confiança. Faça o que você teme e o medo desaparecerá. “Experimente e Veja”.
5- Ponha em funcionamento o seu motor Mental. Não espereque seu espirito movimente você. Aja, trabalhe e movimente seu espirito.
6-Pense em termos de “Agora”. Amanhã, na semana que vem, mais tarde e outros termos semelhantes são, geralmente, sinônimos de Nunca, a palavra do fracasso. Seja do tipo das pessoas que dizem “Vou fazer agora mesmo”
7- Esteja pronto para se entregar ao trbalho. Nao desperdice o tempo preparando para agir. Comece logo a Agir.
8- Tome a iniciativa. Seja um lançador. Apanhe a bola e avance. Seja um voluntário. Mostre que você tem a capacidade e ambição de fazer.

 

Para ganhar Confiança e Destruir  o medo, aplique esses cinco princípios:

1. A ação cura o medo. Isole o medo e depois aja de modo construtivo. A não Ação(inação) o não fazer nada sobre uma determinada situação, aumenta o medo e destrói a confiança.

2. Realize um esforço supremo de só colocar pensamentos positivos no seu banco de memória. Não permita que os pensamentos negativos, autodepreciativos, se transformem em monstros mentais. Recuse-se simplesmente a lembrar de coisas ou situações desagradáveis.

3. Encare as pessoas como devem ser. Lembre-se de que são muito mais semelhantes do que diferentes. Encare as pessoas de igual para igual. Nada mais são do que seres humanos. E desenvolva uma atitude de compreensão. Muita gente há que ladra, mas são raros os que mordem.

4. Habitue-se a fazer o que sua consciência diz que está certo. Isso impede que se desenvolva um intoxicante complexo de culpa. Fazer o que é direito é uma regra muito pratica para se alcançar o sucesso.

5. Faça o que deve e diga sempre: “Eu tenho confiança, realmente tenho confiança.”

 

E pratique essas técnicas em todas as atividades diárias:

a- Sente-se na fila da frente.

b- Encare os outros nos olhos.

c- Ande 25 por cento mais depressa.

d- Fale

e- Sorria francamente.

Ler a Mágica de Pensar Grande é o melhor investimento que se pode fazer. Leia, você não vai se arrepender.

Dica de Leitura 14 – As Sete Leis Espirituais do Sucesso – Deepak Chopra

Posted on by 1 comment image

as+sete+leis+espirituais+do+sucesso_coachingmais50.com.br

Deepak Chorpra  relata em seu livro como podemos descobrir a realização espiritual e material através de mudanças de comportamento e autoconhecimento. O sucesso  inclui a criação de riquezas, reside na boa saúde, na disposição e energia, no entusiasmo pela vida, nos relacionamentos compensadores e na paz de espírito. E só é considerado possível com a participação de outras pessoas.

Entende-se por Lei Espiritual “o processo pelo qual o não-manifesto torna-se manifesto”, ou seja, aquele que transforma algo. Tudo o que podemos perceber pelos sentidos pode ser transformado. As leis espirituais representam o processo da divindade em movimento ou “a consciência em movimento”. Ao compreender essas leis e aplicando-as em nossa vida, é provável que qualquer coisa que desejamos possa ser criada. Conheça a seguir as sete leis espirituais do sucesso.

1° Lei: Lei da Potencialidade Pura

Essa Lei se apóia no fato de que somos “consciência pura”, ou seja, abertos a todas as possibilidades. Significa “conhecer-se de verdade” e não ser o que os outros desejariam que você fosse. Quando sua alma está imune à crítica e não teme os desafios, você passa a atrair não só as coisas que mais deseja, mas também as pessoas, situações e circunstâncias que possam lhe interessar.

Como aplicar essa lei? Além de fazer uso da plena criatividade, evite o julgamento (inclui o religioso) e se entregue diariamente aos momentos de silêncio. A quietude é o primeiro requisito para que seus desejos se manifestem. Dessa maneira, você terá uma pista sobre seus relacionamentos, que funcionam como um reflexo da sua personalidade.

2° Lei: Lei da Doação

No universo nada é estático e opera através de trocas dinâmicas. Qualquer interrupção nessa circulação de energia significa o mesmo que cessar o fluxo do sangue. Praticar essa lei é muito simples: se quer alegria, dê alegria aos outros. Se você deseja o amor, aprenda a dar amor. Anseia-se por atenção, aprenda a dar atenção. Se quiser bens materiais, ajude os outros a se tornarem bem sucedidos. A mera ideia de ajudar ou oferecer algo em troca – até mesmo uma oração, tem o poder de afetar a vida das pessoas.

3° Lei: Lei do Carma

A palavra carma significa “o conjunto das ações dos homens e suas conseqüências”. É a causa e efeito simultaneamente, porque toda ação gera uma força energética que retorna para nós da mesma forma. Carma implica em escolha e ações conscientes. Portanto, a melhor maneira de entender e utilizar ao máximo a lei do carma é ficar conscientemente alerta para as escolhas que você faz a todo o momento. Quer você goste ou não, tudo o que acontece é resultado das escolhas feitas no passado. Se a sua vida não vai bem, pergunte a si mesmo: “Qual a mensagem que o universo está me transmitindo”? Portanto, seja um gerador consciente para obter mais felicidade e sucesso.

4° Lei: A Lei do Mínimo Esforço

Essa Lei se fundamenta no fato de que a inteligência da natureza funciona com tranquilidade, facilidade e sem ansiedade. Portanto, desarme-se da necessidade de convencer ou persuadir os outros sobre seu ponto de vista. Esse é o princípio da mínima ação, da não resistência. O mínimo esforço é feito quando suas ações não anseiam em ter o poder sobre as pessoas. Em “A arte de sonhar”, Carlos Castañeda escreveu: “Nossa energia é usada para sustentar a nossa empáfia. Se conseguíssemos perder um pouco disso, liberaríamos nossa energia que tenta preservar a noção ilusória de grandeza e teríamos energia sobrando para vislumbrar a verdadeira grandeza do universo”.

5° Lei: Lei da Intenção e do Desejo

A mudança acontece através de dois fatores: a atenção e a intenção. A atenção energiza e a intenção, transforma. Quando você concentra sua atenção em alguma coisa, ela fica mais forte na sua vida. Quando a afasta, ela desaparece. A intenção organiza a realização do seu desejo e o universo irá cuidar dos detalhes. Suas intenções e desejos liberados no espaço silencioso têm um grande poder para a obtenção de um bom resultado.

6° Lei: Lei do Distanciamento

A sexta Lei Espiritual se refere ao desapego. As pessoas buscam constantemente segurança. O apego está baseado no medo e insegurança derivados da pobreza da consciência. A segurança é algo muito efêmero e sua busca, ilusão. Por mais estranho que pareça, a incerteza é um terreno fértil para a criatividade e a liberdade. O desconhecido é o campo de todas as possibilidades, que está contido nos problemas que você tem na vida.

7° Lei: Lei do Darma

A palavra Darma vem do sânscrito e significa “propósito de vida”. Segundo a Lei do Darma, assumimos uma forma física para cumprir um propósito na vida. De acordo com essa lei, cada pessoa tem um talento singular e uma maneira única de expressá-lo, já que existe algo que você consegue fazer melhor do que qualquer um.

Não somos seres humanos que têm experiências espirituais. Ao contrário, somos seres espirituais que tem experiências humanas. Se desejar fazer pleno uso da Lei do Darma, deverá assumir alguns compromissos, entre eles, ficar atento as seis Leis Espirituais anteriormente descritas.