Coaching+50

Posted on by

AposentadosO Coaching +50 quer  ajudar-lhe  a  se preparar para  o seu “Melhor Momento”, a ser uma pessoa muito mais Plena e  Feliz para o Resto de Sua Vida! Entendemos que Envelhecer pode não ser fácil, mas pode sim ser prazeroso! Graças aos avanços da ciência e a decisão pessoal, ou em se cuidar desde jovem, executando um bom planejamento em várias áreas, ou em qualquer momento da vida fazer um Resgate de si mesmo, uma Renovação com novos objetivos e projetos para serem vivenciados dali para frente. Fazer a opção pela Longevidade com Qualidade de Vida é uma Decisão! 

O Brasil já foi um país de jovens. Mudou e está maduro, caminhando depressa para o envelhecimento, hoje são 26,3 milhões de idosos que representam 13% da população. Provavelmente, nunca foi tão difícil como hoje caracterizar uma pessoa idosa, pois apesar de ainda ser retratada como uma pessoa em decadência, curvada e dependente de uma bengala e da ajuda de terceiros, esta não é mais a imagem da nova geração de idosos, que deixaram de lado as convenções há muito tempo.  Os antigos clichês não se aplicam mais, os senhores aposentados de pijama e as senhorinhas grisalhas que passavam os dias a fazer tricô desapareceram aos poucos e dão lugar a figuras muito diferentes e vários são os indicativos dessa nova realidade.

É isso  também que a atriz  e escritora Jane Fonda, de 77 anos, prega em seu último livro “O melhor momento: aproveitando ao máximo toda a sua vida”, onde diz que houve muitas revoluções no último século, mas, talvez, nenhuma tão significativa quanto a Revolução da Longevidade.

Ela explica que estamos vivendo hoje, em média, 34 anos a mais do que nossos bisavôs e isto é um segundo período de vida adulta que foi adicionado à nossa expectativa de vida. Porém, infelizmente, a cultura ocidental obcecada por juventude nos incentiva a ver a idade como uma patologia, como deficiência física, a enxergando com o velho paradigma da idade como um ARCO, onde pelo conceito biológico, partindo da infância ao auge da maturidade, seguido pelo declínio, em que a pessoa estaria frágil e propensa à inatividade.

Felizmente, muitas pessoas – filósofos, artistas, médicos, cientistas, coaches, etc  – estão lançando um novo olhar para o que ela chama de “Terceiro Ato”, as três últimas décadas de vida, percebido como um estágio de desenvolvimento da vida com sua própria significância – tão diferente da idade madura quanto da adolescência e da infância. E a Metáfora mais adequada seria uma Escadaria, que levaria à ascensão, para o topo do Espírito Humano, trazendo sabedoria, completude e autenticidade.

É compreensível que a Metáfora adequada seja uma Escadaria (representada na Logo do Coaching+50), pois ela aponta a promessa do “Melhor Momento”, mesmo diante da decadência física, que aspira mais cuidados. E deve ser representada por uma Escada em Espiral, pois a sabedoria, a reflexão e a compaixão que este movimento de ascensão representa não ocorrem numa subida regular: elas traçam círculos à nossa volta, instigando-nos a continuar galgando degraus e a não deixar de olhar para trás e para a frente.

Jane Fonda atesta, em seu livro e palestras que, atualmente a maioria das pessoas acima de 50 anos sente-se melhor, menos estressada, menos hostil, menos ansiosa, e os estudos evidenciam que “Somos Mais Felizes” nesse 3º Ato da Vida. E um dos propósitos do Coaching+50 é, justamente, apresentar-lhes as últimas pesquisas e estudos que comprovam a constatação irreversível e de repercussão mundial: a grande maioria chega hoje aos 60 anos, em plenas condições de saúde e cognitivas, pode e deve ter ainda muito tempo produtivo pela frente, com qualidade, se valer-se da sabedoria construída ao longo da vida.

É importante lembrar que: todos nós nascemos com espirito, que às vezes fica soterrado sob os desafios da vida – a violência, o abuso, a negligência, as perdas e talvez sintamos que muitos de nossos relacionamentos não tenham sido concluídos e, portanto, possamos nos sentir inacabados. Talvez o propósito central do 3º Ato seja terminar de acabar a nós próprios, seja voltar atrás e tentar se apropriar e mudar nossa relação com o passado. Ela explica que as pesquisas cognitivas mostram que quando somos capazes de fazer isso, ocorre uma manifestação neurológica – criam-se caminhos neurais no cérebro.

É preciso compreender que se tivermos ao longo do tempo reagido negativamente a eventos e pessoas do passado, estabeleceram-se caminhos neurais, por meio de sinais químicos e elétricos, que foram enviados através do cérebro. E com o passar do tempo, estes caminhos neurais tornaram-se definitivos, tornaram-se a norma, mesmo que isso nos seja prejudicial, nos causando ansiedade e stress. (no Coaching chamamos esses padrões aprendidos, que se tornaram normas – crenças limitantes, que na maioria das vezes são inconscientes para a pessoa). Contudo, se pudermos voltar atrás, rever e alterar a nossa relação com pessoas e eventos do passado, os caminhos neurais podem mudar. E se pudermos manter os sentimentos mais positivos em relação ao passado, isso se torna a nova norma, formando novos caminhos neurais ( construindo novas crenças positivas).  É como ajustar um termostato.

Essa possibilidade é uma das grandes descobertas da Neurociência, que surge como uma fantástica esperança para todos os seres humanos. Durante muitos anos se acreditou que a partir de certa idade, a dotação de neurônios já não se renovava mais, porém sabe-se agora que cérebro pode se regenerar mediante seu uso e potenciação. O cérebro muda de forma, segundo as áreas que mais utilizamos, segundo a atividade mental. Esses novos neurônios vão para zonas do cérebro que mais usamos e isto é o que se denomina “Neuroplasticidade”, demonstrando a importância de manter uma atividade mental intensa, conforme avançamos na idade. 

Não é ter experiências que nos torna sábios, é o refletir sobre as experiências que tivemos que nos torna sábios, e isso nos ajuda  a tornarmos completos, traz autenticidade e felicidade. O Coaching+50  irá auxiliar a pessoa  a apoderar-se da própria vida, a usar a experiência vivida ao longo dos anos com sabedoria, pois no 3º Ato, mais do que nunca,  é chegada a hora de investir no autoconhecimento, na autorresponsabilidade, na flexibilidade e na superação, revelando ou desenvolvendo as competências comportamentais e emocionais direcionadas à conquista de uma  Vida Plena e Feliz: seu Melhor Momento !

“Sinto que nesta fase da minha vida estou me tornando quem eu deveria ter sido o tempo todo” (Jane Fonda)

 

Assista no nosso canal do You Tube – Coaching Mais50 – a fantástica palestra de Jane Fonda  sobre o Terceiro Ato, legendada em português,  ou no link abaixo:  http://youtu.be/GfmJKjyFZw0